Como preparar seus alunos para o ENEM?

Marcado para os dias 24 e 25 de outubro de 2015, o ENEM exige preparação. Como entregar um conteúdo específico para a prova sem prejudicar o andamento do calendário pedagógico? É sobre isso que vamos conversar hoje.

Vale a pena investir em mudanças no formato das aulas? A resposta é sim. O conteúdo para o ENEM pode vir após o horário escolar de forma diferenciada. A internet é a melhor aliada da sua gestão nesse momento: simulados, videoaulas, grupos de estudos, aulas gratuitas e outras alternativas são saídas acessíveis para preparar os alunos para o Exame Nacional do Ensino Médio. Disponibilizar o material através de portais, redes sociais ou até mesmo e-mail é uma forma de preparar o aluno sem interferir na rotina pedagógica.

Simulados

Fazer as provas do ENEM dos anos anteriores é uma boa prática para os alunos. Assim, é possível organizar o tempo, entender as dificuldades de cada disciplina e apontar erros e acertos. As provas estão disponíveis no site o INEP e os próprios alunos podem imprimir ou responder no computador.

Redes Sociais

Se usadas da forma correta pelos educadores, gestores e alunos, as redes sociais podem ser poderosas ferramentas de estudo. Grupos de WhatsApp ou Facebook permitem que alunos e professores troquem exercícios, façam perguntas e tirem dúvidas. Um aluno ou professor pode, por exemplo, compartilhar links, materiais, artigos e experiências de estudos.

Aulas Gratuitas

Um aulão gratuito e aberto pode ser uma boa oportunidade para gestor e alunos. Em um curto espaço de tempo os alunos tem a oportunidade de aprender e revisar disciplinas, organizar grades de estudos e receber dicas para a prova.

Uma última dica é não pressionar os alunos. Se mesmo depois de todo o estudo e todas as oportunidades o candidato não obtiver sucesso nas provas, é papel da escolar reforçar que ele pode tentar novamente. Muitos estão fazendo o Exame Nacional do Ensino Médio pela primeira vez, com 15 ou 16 anos. É importante deixar claro que o conteúdo está disponível para cada um estudar no ritmo que achar mais adequado e se não der certo, há uma nova oportunidade no próximo ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *