menino-ensino-aprendendo

Como a tecnologia pode auxiliar a escola no processo de alfabetização

As crianças, atualmente, estão sendo chamadas de nativos digitais por nascerem na era da tecnologia e por já dominarem os recursos básicos que fazem parte desse ambiente. Portanto, para a escola, não é mais viável separar a tecnologia dos processos de aprendizagem de seus alunos, principalmente nas turmas de alunos em idade de alfabetização.

Existem diversos recursos digitais que surgiram com o objetivo de serem utilizados justamente para auxiliarem no processo de letramento. Dessa forma, algumas escolas estão aplicando o uso da tecnologia em suas salas de aula através de aplicativos de contação de histórias, pesquisas na internet, jogos que estimulem o raciocínio, entre outros, que auxiliam os alunos no aprendizado da leitura e da escrita.

Como utilizar a tecnologia no processo de alfabetização

Muitas vezes, os jogos e os aplicativos são vistos apenas como ferramentas para distrair as crianças. Porém, é possível encontrar algumas opções que são verdadeiros recursos educativos e aliados dos professores em sala de aula. Confira as principais maneiras de fazer uso da tecnologia no processo de alfabetização.

Jogos digitais – existem jogos que contam com várias fases, nas quais a criança só avança de nível ao acertar a escrita das palavras e/ou indicar corretamente o nome de algo que está sendo indicado em uma imagem do jogo. É uma maneira de ensinar a criança a escrever seu próprio nome, além de cores, nomes de objetos e animais através de atividades lúdicas que apresentam personagens para as crianças.

Aplicativos de contação de história – com objetivo de exercitar a criatividade e o interesse do aluno, os aplicativos de contação de história permitem que a criança, junto com a família ou com a escola, grave a sua própria voz lendo a narrativa em questão. Há alguns aplicativos desse nicho que também possibilitam que a criança complemente os fatos da história com o que desejar incluir.

Pesquisas na internet – para ajudar a criança a descobrir o universo digital, o professor pode pedir para que seus alunos realizem uma pesquisa na internet sobre um determinado assunto do conteúdo que está sendo trabalhado, além de fazer perguntas para que eles exercitem seus raciocínios e descubram como utilizar a internet para descobrir o que desejam.

Livros digitais – os livros digitais estão se tornando cada vez mais populares por apresentarem uma maior interatividade para o leitor, como imagens e partes dos textos clicáveis, figuras animadas, possibilidade de emitir sons, entre outras formas de fazer com que a criança interaja mais com a história que está lendo.

Afinal, quais são os benefícios dessa prática?

Disponibilizar ferramentas digitais para as crianças que estão aprendendo a ler e a escrever é algo que tem trazido importantes mudanças e benefícios nesse complexo processo, como a possibilidade de terem uma educação com mais qualidade, mais inclusiva e acessível e que possibilita uma melhor assimilação do conteúdo.

Tais recursos são lúdicos e proporcionam uma experiência mais ampla para as crianças que estão aprendendo as palavras, seus sons e significados. Além disso, já é possível encontrar jogos digitais e aplicativos que foram desenvolvidos a fim de incluir as crianças com deficiências.

Utilizar a tecnologia na sala de aula e no processo de alfabetização é algo que precisa ter um bom planejamento pedagógico para que não seja apenas uma distração para as crianças. O corpo docente da escola deve elaborar um plano de aulas e atividades que apresente as ferramentas educativas da era digital. A escola também pode solicitar apoio por parte das famílias, de forma que os pais e responsáveis dos alunos os ajudem a explorar a era digital e a aprender com os recursos disponíveis.

Como a sua escola utiliza a tecnologia no processo de alfabetização? Conte a sua experiência para nós deixando a sua resposta nos comentários!

Conte sempre com o Sponte, seu Software de Gestão Educacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *